Maior Declínio da Testosterona Associado ao Aumento do Risco de Mortalidade

Fonte: LifeExtension®
Maior Declínio da Testosterona Associado ao Aumento do Risco de Mortalidade

Um estudo publicado na edição de janeiro de 2018 do European Journal of Endocrinology documentou uma associação entre o aumento do declínio de testosterona em homens e um maior risco de morte durante um período de acompanhamento de até 18 anos. A testosterona é um hormônio que está envolvido não apenas na função reprodutiva masculina, mas também na mineralização óssea, crescimento muscular, formação de glóbulos vermelhos e função cognitiva. Diminuições relacionadas à idade na testosterona foram associadas a efeitos adversos na saúde e bem-estar dos homens, incluindo mudanças na composição corporal e no humor.

O estudo incluiu 1.167 homens entre as idades de 30 e 60 anos que se matricularam de 1982 a 1984 no estudo de Tendências e Determinantes de Doenças Cardiovasculares (MONICA1). As amostras de sangue coletadas no momento da inscrição e em um exame de acompanhamento de 1993 a 1994 foram analisadas para testosterona sérica, hormônio luteinizante e globulina de ligação a hormônios sexuais.

Os participantes foram acompanhados por até 18 anos após o exame de 1993-1994, durante o qual ocorreram 421 mortes. Cento e seis das mortes foram relacionadas ao câncer, e 199 foram causadas por doenças cardiovasculares.

Os homens cujo declínio de 10 anos na testosterona estava entre os mais pronunciados tiveram um risco significativamente maior de morrer por qualquer causa durante o acompanhamento, em comparação com a maioria dos outros participantes. Aqueles cuja testosterona diminuiu (em média) mais de 1,0 nanomoles por litro (nmol / L) por ano, que os colocou abaixo do percentil 10, tiveram um risco 60% maior de morte durante o acompanhamento do que aqueles cuja alteração na testosterona os colocou entre os percentis 10 e 90.

"Poucos outros estudos analisaram o declínio intraindividual nos níveis de testosterona em homens idosos em relação à mortalidade", observaram os autores Stine A. Holmboe e colegas. "Nossas descobertas sugerem que um declínio mais pronunciado da testosterona relacionado à idade está associado à mortalidade em homens independentes do nível basal de hormônios. Um possível elo causal entre um aumento do ritmo no declínio da testosterona relacionado à idade e a saúde subseqüente é desconhecido e continua a ser investigado".

Veja os serviços prestados

Convênios

  • Advance
  • Allianz Saúde
  • Ameplan
  • Amil
  • Apeoesp
  • Bradesco Saúde
  • Caixa Seguros
  • Care Plus
  • Cassi
  • Cetesb
  • Classes Laboriosas
  • Dix
  • Economus
  • Fundação CESP
  • Gama Saúde
  • Grupo Saúde Bresser
  • Hapvida
  • Intermedica
  • Itau
  • Life Empresarial
  • Mapfre
  • Marítima Saúde
  • MedService
  • Metrus
  • Notredame
  • Omint Saúde
  • Ônix
  • Portomed
  • Porto Seguro
  • Sabesprev
  • Santamalia
  • Saúde Secular
  • SP Trans
  • Sul America Saúde
  • Unafisco
  • Unimed
  • Unimed Rio
  • Unimed Seguros