Dietoterapia nos Distúrbios Renais

Os rins são responsáveis por manter a homeostase química de todo o fluído do organismo. Sua função principal e regular e conservar nutrientes e a água, e excretar os produtos do metabolismo. Os rins também controlam a pressão arterial pelo mecanismo renina-angiotensina. As doenças renais, agudas ou crônicas, têm muitas causas. As enfermidades que afetam os rins são geralmente graves e podem levar o portador a necessitar de diálises constantes e transplante renal.

Os pacientes com insuficiência renal constituem um grupo muito heterogêneo, com diferentes, e às vezes, contraditórios, objetivos da terapia nutricional, das necessidades nutricionais e da composição dos planos nutricionais.

A insuficiência renal é um distúrbio pan metabólico e endocrinológico que afeta em diferentes intensidades praticamente todo o metabolismo.

As dietas usadas nos casos de insuficiência renal são diversas, onde é exigido o controle rigoroso de proteínas, sódio, potássio e água, e com variações de acordo com o grau em que se encontram afetadas as lesões renais. A dietoterapia terapêutica para as insuficiências renais são sempre muito rigorosas e importantes para a manutenção da vida.

Insuficiência Renal Aguda (IRA)

É caracterizada por uma redução súbita do ritmo de filtração glomerular e uma alteração da capacidade do rim de excretar os produtos do metabolismo e de preservar o meio interno. Associada com oligúria (baixa excreção de urina, menor que 400 ml em 24hs).

A dietoterapia deverá ser voltada para ajudar no retorno do equilíbrio hidroeletrolítico, especialmente a água, o sódio e o potássio. Dietas difíceis de serem calculadas e atingidas nas suas quantidades de nutrientes e de água.

A IRA que causa vômitos e diarréia, a alimentação parenteral (NP) será necessária. As doses de proteínas, carboidratos e calorias são sempre necessárias para serem adaptadas às necessidades do paciente.

Insuficiência Renal Crônica (IRC)

Na insuficiência renal crônica pode progredir de forma lenta e silenciosa, pode ser decorrente a hipertensão mal tratada. Com a evolução da doença, o paciente pode entrar em falência renal e com isso necessitar de hemodiálise, diálise peritoneal e ser passível a transplante renal.

O cuidado nutricional visa realizar o trabalho que os néfrons deixaram de fazer. Os objetivos são:

  • Prevenir deficiência e manter um bom estado nutricional (o crescimento no caso de crianças), com ingesta adequada de proteínas, calorias, vitaminas e minerais.
  • Minimizar a uremia controlando a ingestão de proteína para manter o balanço nitrogenado positivo.
  • Controlar o edema e o equilíbrio eletrolítico através do controle do sódio, potássio e da ingestão hídrica
  • Prevenir ou retardar o aparecimento osteodistrofia renal através do controle de cálcio, fósforo, magnésio e vitamina D.
  • Dar condições para que o paciente receba uma dieta saborosa que satisfaça seus hábitos alimentares.

Para os pacientes que estejam em diálise, a dietoterapia pode se dividir em duas fases distintas: diálise e demais dias. Durante a hemodiálise o paciente pode ter uma alimentação mais flexível, o que o nutricionista pode utilizar para compor os nutrientes necessários.

Vale ressaltar que as complicações e os efeitos colaterais reconhecidamente provocados pela superalimentação, a oferta não deve exceder a real necessidade calórica.

  • Dra. Andréa Esquivel

    Dra. Andréa Esquivel

    Nutricionista e Gastrônoma

    Nutricionista e Gastrônoma, especialista em Marketing Alimentício

    CRN3: 3050

    • Formada em Nutrição pela Universidade de Mogi das Cruzes - 1986.
    • Pós graduação em Marketing pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - 1991.
    • Especializada em Gastroenterologia.
    • Especializada em Gastronomia.
    • Especializada em Marketing alimentício.
    • Membro do da Equipe Multiprofissional da Clinica CEDIG – Centro de Medicina Avançada desde 1999.
    • Diretora da Gastronomia Nutritiva Caiaffa Esquivel – consultoria nutricional, marketing e gastronomia.
    • Professora convidada de diversas universidades pelo Brasil para cursos de pós graduação desde 1999.
    • Professora do Senac para cursos de pós graduação na área de gestão de restaurantes e para cursos técnicos de nutrição.
    • Palestrante nacional e internacional em diversos congressos e cursos na área de saúde desde 1998.
    • Atuação em Obesidade Mórbida desde 2001.
    • Consultora para restaurantes comerciais e para chefs de cozinha.
    • Consultora e colaboradora técnica do Conselho Regional de Nutricionistas, do Sindicato dos Nutricionistas e da Associação Paulista de Nutrição
Veja os serviços prestados

Convênios

  • Advance
  • Allianz Saúde
  • Ameplan
  • Amil
  • Apeoesp
  • Bradesco Saúde
  • Caixa Seguros
  • Care Plus
  • Cassi
  • Cetesb
  • Classes Laboriosas
  • Dix
  • Economus
  • Fundação CESP
  • Gama Saúde
  • Grupo Saúde Bresser
  • Hapvida
  • Intermedica
  • Itau
  • Life Empresarial
  • Mapfre
  • Marítima Saúde
  • MedService
  • Metrus
  • Notredame
  • Omint Saúde
  • Ônix
  • Portomed
  • Porto Seguro
  • Sabesprev
  • Santamalia
  • Saúde Secular
  • SP Trans
  • Sul America Saúde
  • Unafisco
  • Unimed
  • Unimed Rio
  • Unimed Seguros